quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

*

Quando eu tinha 5 anos, minha mãe sempre falava que felicidade era essencial na vida. Quando estava na escola, eles me perguntaram o que gostaria de ser quando crescer. Escrevi: "FELIZ". Eles me disseram que eu não tinha entendido a tarefa, e eu disse a eles que eles não tinham entendido a VIDA!

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Aprendi também que por mais que você queira alguém, ninguém vale tanto à pena a ponto de você deixar de se querer.
Tenho vontade de perguntar baixinho: você não gosta nem um pouquinho de mim? Nem sequer um tiquinho?
E eu, finalmente, deixei de ter pena de mim por estar sem você e passei a ter pena de você por estar sem mim.

Amar é o combustível da vida

É a primeira vez que me apaixono e sinto paz ao mesmo tempo. Ou encontrei o homem certo ou estou me tornando a mulher certa.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

O tempo passou e eu mudei. Mudei porque amadureci, mudei porque passei por tantas experiências, que consegui aprender com meus próprios erros. Mudei porque me decepcionei com amigos e pessoas, mudei porque me decepcionei com amores, mudei porque conheci pessoas tão especiais, que fui capaz de me inspirar nelas para me tornar uma pessoa diferente, talvez uma pessoa melhor. O tempo passou eu mudei, e nem tudo, e nem todos me acompanharam, mas está valendo a pena.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Amar dói tanto que você fica humilde e olha de verdade para o mundo, mas ao mesmo tempo fica gigante e sente a dor da humanidade inteira. Amar dói tanto que não dói mais, como toda dor que de tão insuportável produz anestesia própria.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Eu te amo. Mesmo negando. Mesmo deixando você ir. Mesmo não te pedindo pra ficar. Mesmo estando longe, eu te amo. E amo mesmo. Mesmo não sabendo amar.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

"Que seja doce o dia quando eu abrir as janelas e me lembrar de você. Que sejam doces os finais de tardes, inclusive os de segunda-feira - quando começa a contagem regressiva para o final de semana chegar. Que seja doce a espera pelas mensagens, ligações e e-mails bonitinhos. Que seja (mais do que) doce a voz ao falar no telefone. Que seja doce o seu cheiro. Que seja doce o seu jeito, seus olhares, seu receio. Que seja doce o seu modo de andar, de sentir, de demonstrar afeto. Que sejam doces suas expressões faciais, até o levantar de sobrancelha. Que seja doce a leveza que eu sentirei ao seu lado. Que seja doce a ausência do meu medo. Que seja doce o seu abraço. Que seja doce o modo como você irá segurar na minha mão."

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

"Eu nunca vou entender porque você é exatamente o que eu quero, eu sou exatamente o que você quer, mas as nossas exatidões não funcionam numa conta de mais..."

Confesso que me dá uma saudade irracional de você. E tenho vontade de voltar atrás, de ligar, de te dizer mil coisas, e cair em suas mãos, sem me importar com nada, simplesmente entregar-te meu coração. Mas não, renuncio, me controlo e digo para mim mesma que não é assim, que não pode ser, que você se foi, e não volta.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Discretamente, enviei sinais de socorro aos amigos. Ninguém ajudou. Me virei sozinho. Isso me endureceu um pouco mais. Não foi só você, não. Foram também pessoas até mais íntimas, (…) me virei sozinho com enormes dificuldades. Não me lamuriei. Mas preciso que as pessoas saibam que isso doeu — exatamente porque algumas destas pessoas (…) importam para mim.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

só você

Eu te amo tanto, mas tanto, que tive que arrancar algumas coisas daqui de dentro pra deixar só você, assim, por inteiro em mim.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Quero colo, quero beijo, quero cafuné, abraço apertado, mensagem na madrugada, quero flores, quero parar de me doar e começar a receber.
E se você acha que meu orgulho é grande, é porque nunca viu o tamanho da minha fé.

... quem tem que ficar, fica.

Eu vou deixar pra lá, fingir que esqueci, agir como se não importasse. O que é verdadeiro volta. E quem tem que ficar, fica.

"Você sumiu." "Você me procurou?"

Antes mesmo de nascer, Deus sabe quem vai te fazer feliz para sempre.

E eu não sei explicar. Acho que é uma questão de amor.

Mas se você não me procura, é porque consegue viver bem.

terça-feira, 14 de junho de 2011

Sensações e sentimentos.

"E aí você para pra pensar na sua vida e em tudo que vem acontecendo. Aí você percebe que você caminhava até então, em um "chão" que você julgava "firme" e que agora, você(dramaticamente) conclui que esse "chão" tem "irregularidades", o que lhe leva a ter a sensação de insegurança. In-se-gu-ran-ça.
É... E lá vem outra sensação. Sensação de estar satisfeita e logo após, muito insatisfeita. E esse embrulho que dá na barriga e essa vontade de ir no mais fundo do meu eu e buscar sei lá o quê. Imaginar ter tudo nas mãos e logo após, não ter nada... Ou então, o que não lhe é suficiente.
A pior(ou melhor) coisa que existe é você parar pra pensar. Porta aberta para fantasiar e criar situações.
Essa semana eu vi uma frase que dizia assim "E no fundo o amor que você dá, é o amor que você quer receber", essa foi uma das frases mais verdadeiras que eu já vi até hoje. Na maioria das vezes nós damos todo o amor que queremos receber. Criamos expectativas em cima da outra pessoa, imaginamos que tudo é uma questão de troca, mas desejamos uma troca espontânea. Esse negócio de dar e receber de volta... E não ficamos contentes em receber pouco(ou será pouco para nós, é tudo muito relativo), queremos sempre no mesmo nível em que damos, ou maior. E pra falar a verdade eu ainda não me acostumei com essa de dar sem receber, ou talvez nunca me acostume.
E voltando as sensações...
Eu queria muito me entender... Quando penso que está tudo bem de uma vez por todas, eis que surge qualquer coisa, qualquer coisa mesmo, por menor que seja, mas é o suficiente pra abalar todos os sentimentos que existem dentro de mim e colocar interrogações em todos eles.
Preciso de um equilíbrio. Dar sem exageros e me contentar com o que eu receber. Sem angústia, sem criar mágoas, sem tristeza, insegurança... Sem esses sentimentos ruins que me rondam." (LAC)

sábado, 11 de junho de 2011

Nosso diaaaa!!!!


O MELHOR NAMORADO DO MUNDOOOOO! (L)




















"do nosso amor a gente é quem sabe..."

Trepenso em você.

"Sinto uma falta absurda de você. Ficou um vazio que ninguém (pre)enche. E penso e repenso e trepenso em você."

E no fundo o amor que você dá, é o amor que você quer receber

minha memória tão congestioniada

"Daqui a 50 anos eu ainda vou saber seu nome e vou me lembrar de todas as vezes que você me fez sorrir. Na minha memória tão congestionada e no meu coração tão cheio de marcas e poços, você ocupa um dos lugares mais bonitos" - CFA.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Tomara que a gente não desista de ser quem é por nada nem ninguém deste mundo. Que a gente reconheça o poder do outro sem esquecer do nosso. Que as mentiras alheias não confundam as nossas verdades, mesmo que as mentiras e as verdades sejam impermanentes. Que friagem nenhuma seja capaz de encabular o nosso calor mais bonito. Que, mesmo quando estivermos doendo, não percamos de vista nem de sonho a ideia da alegria. Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz...

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Então eu vou com você

"Devia ser sábado, passava da meia-noite.
Ele sorriu para mim. E perguntou:
- Você vai para a Liberdade?
- Não, eu vou para o Paraíso.
Ele sentou-se ao meu lado. E disse:
- Então eu vou com você."


Caio Fernando Abreu

Extremos da paixão

"... Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio. Não compreendo como querer o outro possa pintar como saída de nossa solidão fatal. Mentira: compreendo, sim. Mesmo consciente de que nasci sozinho do útero de minha mãe, berrando de pavor para o mundo insano, e que embarcarei sozinho num caixão rumo a sei lá o quê, além do pó. O que ou quem cruzo esses dois portos gelados da solidão é vera viagem: véu de maya, ilusão, passatempo. E exigimos o eterno do perecível, loucos".

Caio Fernando Abreu

quinta-feira, 19 de maio de 2011

❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥ 

"Certo dia me perguntaram: Porque você se apaixonou?
Eu respondi: Não sei. E talvez continue não sabendo. Eu simplesmente amo, acordo e vou dormir com ele nos meus pensamentos."


❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥ ❥  

Que fofinho!



Burro: (...) Sabe o que eu mais admiro em você Shrek? Você tem aquele ar de "tô pouco me importando pro que pensam de mim." Isso é legal, Shrek.



Cuide, cultive, queira o bem. O resto vem!

"Frágil – você tem tanta vontade de chorar, tanta vontade de ir embora... Tanta vontade de viajar para bem longe, romper todos os laços, sem deixar endereço."

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Lindo, lindo, lindo...

Eu vou assistir à noite ficar azul claro, mas não é o mesmo sem você porque precisa-se de dois para sussurrar baixinho. O silêncio não é tão ruim, até eu olhar para as minhas mãos e me sentir triste, porque os espaços entre os dedos são bem onde os seus se encaixam perfeitamente.

Sentimentos

Somos inocentes em pensar, que sentimentos são coisas passíveis de serem controladas. Eles simplesmente vêm e vão, não batem na porta, não pedem licença. Invadem, machucam, alegram. São imprevisíveis e sua única regra é a inconstância total. É irônico que justamente por isso, eles sejam tão perfeitos.

Eu disse que sim, claro que sim, muitas vezes que sim...

... uma voz que eu não ouvia há muito tempo, tanto tempo que quase não a reconheci (mas como poderia esquecê-la?), uma voz amorosa falou meu nome, uma voz quente repetiu que sentia uma saudade enorme, uma falta insuportável, e que queria voltar, pediu, ... Se podia voltar, insistiu, para sermos felizes juntos. Eu disse que sim, claro que sim, muitas vezes que sim, e aquela voz repetiu e repetia que me queria desta vez ainda mais, de um jeito melhor e para sempre agora.

E esse vazio que ninguém dá jeito? Você guarda no bolso, olha o céu, suspira, vai a um cinema, essas coisas. E tudo, e tudo, e tudo.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Não posso esperar. Tenho tudo pronto dentro de mim e uma alma que só sabe viver presentes.


"Ontem tomei um táxi e me distraí tanto olhando pela janela que no meio do caminho estendi a mão para o banco vazio do lado querendo pegar tua mão. Tô com saudade."

:~

Aaah... que saudade desse meu cantinho. Não ando dando tanta atenção a ele. Faz tempo que escrevo aqui...
Mas estou passando rapidinho, pra postar uma passagem de Caio Fernando Abreu, ele que sempre acerta em tudo que diz.

"De tudo isso, me ficaram coisas tão boas. Uma lembrança boa de você, uma vontade de cuidar melhor de mim, de ser melhor para mim e para os outros. De não morrer, de não sufocar, de continuar sentindo encantamento por alguma outra pessoa que o futuro trará, porque sempre traz, e então não repetir nenhum comportamento. Ser novo."

domingo, 24 de abril de 2011

Ou me quer e vem, ou não me quer e não vem. Mas me diga logo pra que eu possa desocupar o coração. Avisei que não dou mais nenhum sinal de vida, e não darei. Não é mais possível. Não vou me alimentar de ilusões. Prefiro reconhecer com o máximo de tranquilidade possível que estou só do que ficar à mercê de visitas adiadas e encontros transferidos...

Caio Fernando Abreu, sempre...

Dizem que a gente tem o que precisa. Não o que a gente quer. Tudo bem. Eu não preciso de muito. Eu não quero muito. Eu quero mais. Mais paz. Mais saúde.Mais dinheiro. Mais poesia. Mais verdade. Mais harmonia. Mais noites bem dormidas. Mais noites em claro. Mais eu. Mais você. Mais sorrisos, beijos e aquela rima grudada na boca. Eu quero nós. Mais nós. Grudados. Enrolados. Amarrados. Jogados no tapete da sala. Nós que não atam nem desatam. Eu quero pouco e quero mais. Quero você. Quero eu. Quero domingos de manhã. Quero cama desarrumada, lençol, café e travesseiro. Quero seu beijo. Quero seu cheiro. Quero aquele olhar que não cansa, o desejo que escorre pela boca e o minuto no segundo seguinte: nada é muito quando é demais.



terça-feira, 5 de abril de 2011

Se você tivesse chegado antes, eu não teria notado. Se demorasse um pouco mais, eu não teria esperado. Você anda acertando muita coisa, mesmo sem perceber. Você tem me ganhado nos detalhes e aposto que nem desconfia. Mas já que você chegou no momento certo, vou te pedir que fique. Mesmo que o futuro seja de incertezas, mesmo que não haja nada duradouro prescrito pra gente. Esse é um pedido egoísta, porque na verdade eu sei que se nada der realmente certo, vou ficar sem chão. Mas por outro lado, posso te fazer feliz também. É um risco. Eu pulo, se você me der a mão.



Verônica H.
Desculpa, eu sei que não faz sentido te escrever agora e já faz tempo desde que esse sentido sumiu. Por minha culpa. Mas é que hoje tem tanta gente aqui e ninguém me vê... Você me viu num momento desses e é do seu olhar que eu sinto falta. Do mundo parando só pra você ser meu.
Vem me buscar, me leva pra longe daqui. No caminho de lugar nenhum eu te explico sobre minha fuga e os motivos de eu decidir voltar. Eu desisto de desistir de você. Sei que eu não posso querer você só de vez em quando, nem fazer você esperar eu me apaixonar. Só fica mais um pouco. É da sua companhia que eu preciso pra respirar agora.
Não precisa dizer nada. Seu silêncio é meu refúgio e você é minha madrugada fria de outono. Seu sorriso me aquece e nada mais faz sentido sem esses segundos que parecem horas quando estou presa nos seus olhos.Você já não pode ser o que eu quero. Porque você é mais que isso. Você é tudo o que eu queria merecer.
Desculpa, eu sei que te incomodo ligando sem parar no seu celular pra dizer nada. Mas sua voz faz a corrida maluca do meu cérebro parar. Cura minhas náuseas da angústia de não saber. E você é tão educado, tão carinhoso. Finge que não atrapalho e pergunta se pode me ligar depois - Pode sim, querido, quantas vezes quiser - Só pra eu dizer "não era nada, dá pra você vir pra cá me ver?" e você, tão sem saber como lidar com dramas femininos, diz que tenta passar depois da academia.
Eu não deixo você seguir em frente, não é? Estou sempre no seu caminho fazendo você tropeçar no passado. Esse não era o papel que eu queria, pode ter certeza. Queria fazer valer seus instantes perdidos me observando numa festa cheia e tentando entender meus enigmas. Eu sou uma decepção. Parecia tão interessante, tão cheia de luz. E agora sou essa criança que só quer agarrar você e proibir de brincar com os outros amiguinhos. Só meu, não empresto.
Não desiste de mim. Por trás de tanta indecisão tem alguém que precisa de companhia mesmo fingindo que não. Tem alguém que odeia todo mundo num segundo e chora de saudades de todos no segundo seguinte. E de você principalmente. Desculpa. Eu realmente não queria ser assim pra você. 

Verônica H. 
Parei, talvez, de odiar o amor. Mas o amor, na verdade, ficou lá. Duro que nem pedra. Daqueles que não vão embora nem com reza brava. Amor adolescente, pensei. Com certeza, se eu virar mulher, esse amor bobinho passa. Amor de menina boba. Tratei, então, de virar mulher. Quem sabe mudando de casa, esse amor não se mudava de mim? Nada feito. Casa nova, cama nova, novas contas pra pagar. E o mesmo coração idiota. O mesmo amor de sempre. Coisa chata, não?

Fiquei feliz em poder sentir tua falta, - a falta mostra o quão necessitamos de algo/alguém. É assim o nosso ciclo. Eu te preciso. Perto, longe, tanto faz. Preciso saber que tu está bem, se respira, se comeu ou tomou banho - com o calor que está fazendo neste verão, tome pelo menos uns três ao dia, e pense em mim, estou com calor também. Me faz bem pensar nessas atividades corriqueiras, que supostamente você está fazendo. Ah, e eu estou te esperando, com meu vestido curto, óculos escuros grandes e meu coração pulsando forte, e te abraçar até sentir o mundo girar apenas para nós. É, eu gosto muito de ti.


Caio Fernando Abreu

'Tem que sofrer muito minha filha! Tem que ser largada por um milhão de homens e vê se aprende que amor não se implora. Vê se aprende que se ele gosta, uma frase no orkut não significa nada. Vê se aprende que se ele não gosta, você pode escrever até o RG dele no seu orkut, ele nem vai ter a capacidade de ler. Aprende, aprende, aprende que doí menos.'

segunda-feira, 21 de março de 2011


"Gosto do que me tira o fôlego. Venero o improvável. Almejo o quase impossível. Meu coração é livre, mesmo amando tanto. Tenho um ritmo que me complica. Uma vontade que não passa. Uma palavra que nunca dorme. Quer um bom desafio? Experimente gostar de mim. Não sou fácil. Não coleciono inimigos. Quase nunca estou pra ninguém. Mudo de humor conforme a lua. Me irrito fácil. Me desinteresso à toa. Tenho o desassossego dentro da bolsa. E um par de asas que nunca deixo. Às vezes, quando é tarde da noite, eu viajo. E - sem saber - busco respostas que não encontro aqui. Ontem, eu perdi um sonho. E acordei chorando, logo eu que adoro sorrir... Mas não tem nada, não. Bonito mesmo é essa coisa da vida: um dia, quando menos se espera, a gente se supera. E chega mais perto de ser quem - na verdade - a gente é..."

quinta-feira, 17 de março de 2011

Lindo!


"Ta pra nascer nesse espaço de tempo o que vai impedir de enxergar o que eu vejo, desistir do que eu quero, deixar de amar o que eu sinto...
... Só pra provar pra você que amor como esse não se mede por fita métrica, muito menos por calendário.

sábado, 12 de março de 2011

É pra você, seu besta!

"Vem cá. Me dá aqui a sua mão. Coloca sobre meu peito. Agora escute. Olha o tumtumtum. Você pode me ouvir? É pra você, seu besta! É por você que meu coração bate! (...)"




Caio F. Abreu

sexta-feira, 11 de março de 2011

Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos.



A gente pode morar numa casa mais ou menos, numa rua mais ou menos, numa cidade mais ou menos, e até ter um governo mais ou menos.
A gente pode dormir numa cama mais ou menos, comer um feijão mais ou menos, ter um transporte mais ou menos, e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro.
A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos… TUDO BEM!
O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum… 
é amar mais ou menos, sonhar mais ou menos, ser amigo mais ou menos, namorar mais ou menos, ter fé mais ou menos, e acreditar mais ou menos.
Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos.

Chico Xavier

quinta-feira, 10 de março de 2011

Ser feliz ou ter razão?

Oito da noite numa avenida movimentada. O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos.
O endereço é novo, assim como o caminho que ela conferiu no mapa antes de sair. 
Ele dirige o carro. Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda. Ele tem a certeza de que é à direita. Discutem. Percebendo que além de atrasados, poderão ficar mal humorados, ela deixa que ele decida. Ele vira à direita e percebe que estava errado. Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz o retorno. 
Ela sorri e diz que não há problema algum em chegar alguns minutos mais tarde. 
Mas ele ainda quer saber:
- Se você tinha tanta certeza de que eu estava tomando o caminho errado, deveria insistir um pouco mais. 
E ela diz:
- Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estávamos à beira de uma briga, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite.




Quantas vezes deixamos de insistir em algo para não brigarmos? ... ;)

Amo muito e não quero viver sem.

Que saudade desse carinho, desse amor, desse dengo... de tudo. =/


"Eu só sei que eu quero você... pertinho de mim. Eu, quero você... dentro de mim..."

Outra vida.


Talvez não seja nessa vida ainda
Mas você ainda vai ser a minha vida
Então a gente vai fugir pro mar
Eu vou pedir pra namorar,
Você vai me dizer que vai pensar,
Mas no fim, vai deixar
Talvez não seja nessa vida ainda
Mas você ainda vai ser a minha vida
Sem ter mais mentiras pra viver
Sem amor antigo pra esquecer
Sem os teus amigos pra esconder
Pode crer, que tudo vai dar certo
Uebaruê iô,
Sou Pescador, sonhador
Vou dizer pra Deus nosso senhor
Que tu és o amor da minha vida
Pois não dá pra viver nessa vida morrendo de amor
Talvez não seja nessa vida ainda
Mas você ainda vai ser a minha vida
E uma abelhinha vai fazer o mel
Estrela Dalva vai cruzar no céu
E o vento certo vai soprar do mar
Pode crer, que tudo vai dar certo
Uebaruê iô,
Sou Pescador, sonhador
Vou dizer pra Deus nosso senhor
Que tu és o amor da minha vida
Pois não dá pra viver nessa vida morrendo de amor
Uebaruê iô,
Sou Pescador, sonhador
Vou dizer pra Deus nosso senhor
Que tu és o amor da minha vida
Pois não dá pra viver nessa vida morrendo de amor
Uebaruê iô,
Uebaruê iô,
Uebaiô oooô
Você acredita em uma outra vida, só nós dois?
Pode crer, que tudo vai dar certo....

domingo, 6 de março de 2011

“Em alguma outra vida, devemos ter feito algo muito grave, para sentirmos tanta saudade..."

Sentir-se amado

"O cara diz que te ama, então tá. Ele te ama. 

Sua mulher diz que te ama, então assunto encerrado. 

Você sabe que é amado porque lhe disseram isso, as três palavrinhas mágicas. Mas saber-se amado é uma coisa, sentir-se amado é outra, uma diferença de milhas, um espaço enorme para a angústia instalar-se. 

A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e verbalização, apesar de não sonharmos com outra coisa: se o cara beija, transa e diz que me ama, tenha a santa paciência, vou querer que ele faça pacto de sangue também? 

Pactos. Acho que é isso. Não de sangue nem de nada que se possa ver e tocar. É um pacto silencioso que tem a força de manter as coisas enraizadas, um pacto de eternidade, mesmo que o destino um dia venha a dividir o caminho dos dois. 

Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida, que zela pela sua felicidade, que se preocupa quando as coisas não estão dando certo, que sugere caminhos para melhorar, que coloca-se a postos para ouvir suas dúvidas e que dá uma sacudida em você, caso você esteja delirando. "Não seja tão severa consigo mesma, relaxe um pouco. Vou te trazer um cálice de vinho". 
Sentir-se amado é ver que ela lembra de coisas que você contou dois anos atrás, é vê-la tentar reconciliar você com seu pai, é ver como ela fica triste quando você está triste e como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d´água. "Lembra que quando eu passei por isso você disse que eu estava dramatizando? Então, chegou sua vez de simplificar as coisas. Vem aqui, tira este sapato." 
Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que não transformam a mágoa em munição na hora da discussão. Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente bem-vindo, que se sente inteiro. Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que não existe assunto proibido, que tudo pode ser dito e compreendido. Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo. Sente-se amado quem não ofega, mas suspira; quem não levanta a voz, mas fala; quem não concorda, mas escuta. 
Agora sente-se e escute: eu te amo não diz tudo."

sábado, 5 de março de 2011

não deixe que o medo impeça de tentar

Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.



LIBERTÉ

"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."

sexta-feira, 4 de março de 2011

"apesar de estarmos em cantos diferentes, olhamos para a mesma lua e caminhamos na mesma superfície. vemos a mesma terra e o mesmo céu, até o sol e as estrelas que nos iluminam e nos cobrem são as mesmas. estamos distantes apenas fisicamente, mas não de alma, pois tudo nos une!"
 

quinta-feira, 3 de março de 2011

Mandei pra Môzão ano passado, no final do ano, mas não lembro a data! Rs

Eu sempre tenho vontade de escrever pra você, mas eu nunca sei por onde começar. Não é porque eu não sei o que falar, nem porque eu não tenho o que falar. Pelo contrário, eu tenho muito o que falar, tanto que não sei por onde começar e aí eu sempre fico pela "saudade" e pelo "te amo".
Nosso relacionamento não é perfeito e durante esses três anos juntos já tivemos muitos altos e baixos, mas eu quero que você saiba(e eu tenho certeza que você já sabe) que eu nunca deixei de amar você, eu posso ter me distanciado durante um tempo, mas o amor sempre continuou o mesmo. Ele só faz crescer a cada dia que passa e eu faço questão que você saiba disso, né Mô? Por isso eu digo que eu te amo muito todos os dias...
Eu nunca imaginei que um dia eu fosse ficar com você, me apaixonar e esse relacionamento ser tão duradouro. Há três anos atrás você me pegou pra criar, hahaha! E aí durante esse tempo eu amadureci tanto com você... Môôô, foi com você que eu aprendi a dar valor a sinceridade, a dizer a verdade sempre, independente de qual seja. Não só aprendi isso como quebrei as barreiras do meu orgulho, como aprendi a controlar mais o meu cíume, como aprendi a confiar em você, como aprendi a ser mais paciente. Você me ensinou a amar, a amar você!  E eu amo você do jeito que você é, com todos os seus defeitos, que diante de todas as suas qualidades somem, desaparecem.
Eu vi essa frase por esses dias e me veio você na cabeça, coloquei no meu blog com uma foto nossa, pensei até em mandar pra você só que eu tava esperando o momento certo.
"Quando eu olho pra você, eu vejo os fragmentos de milhões de pequenas coisas que somadas me dizem que você é o homem da minha vida."
Pode parecer exagero eu tá te falando isso ou parecer que tô sendo muito precipitada. Mas Mô, só nós dois sabemos o quanto o nosso sentimento é intenso, imenso e verdadeiro! Eu não quero mais perder tempo e oportunidade pra te dizer o quanto você é importante pra mim, como você tá em tudo na minha vida(mesmo distante). Você não precisa tá comigo todo dia, pra eu me ver com você no futuro, pra eu criar milhões de sonhos, expectativas e planos... Você já tá dentro de mim e é por isso que eu relaciono você com tudo da minha vida, porque você já faz parte dela e sem você ela não será a mesma! Então, não me abandone nunca! Sou louca por você! Te amo muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuitooooooo!
Você é o melhor amor do mundo, mesmo com essa sua cabeça dura! Hahahah
Te amo te amo te amo te amo te amo! BOOOOOOOM DIA e bom trabalho =D

Letícia Azevedo Cunha

Homenagem a Bruna, para os 15 dela.


Lembra quando eu ficava cochichando no ouvido de Thacy no meio das aulas? E aí você ficava super chateada e curiosa, querendo saber o que era e nós ficavamos te pirraçando e não diziamos? Pois é... Nós duas, eu e Thacy, estavamos combinando de fazer alguma coisa legal pra você no seu 15 anos, já que você pediu tanto uma festa surpresa no colégio, um bolo de chocolate etc etc... Rsrsrsrsrs
Pois então, hoje eu tô aqui pensando no que vou escrever pra poder ler pra você sexta feira e não me vem nada na cabeça porque eu acho que não tem mais o que eu falar pra você. Porque além de eu já ter feito mil declarações pra você, eu estou com você diariamente e as atitudes do dia-a-dia são as que mais valem e vão ficar pra sempre marcadas. Mas vou tentar...
Eu sou sua prima e você é presente na minha vida há 15 anos. Eu dividi esses 15 anos em 3 fases. A primeira fase foi aquela que eu vivia pra te pirraçar quando éramos bebês. A segunda fase foi aquela fase chata, na infância, que você imitava tudo que eu falava e fazia fofoca de tudo que eu fazia. E agora estamos na terceira fase, na melhor fase, na fase da adolescência.
Nós sempre fomos bem unidas, como irmãs mesmo, mas sempre tivemos aquelas briguinhas chatas, pirraça aqui e pirraça ali, mas era bem rapidinho e jaja estávamos numa boa. Mas o que eu quero dizer é que quando eu decidi ir pro Colégio Santo Antônio eu imaginei que nós duas juntas todos os dias não seria uma coisa muito boa, íamos nos estranhar... Mas foi totalmente o contrário, aprendemos a lidar uma com a outra, respeitando as diferenças e você se tornou uma grande amiga minha, minha melhor amiga. Eu que nunca imaginei que alguém saberia mais de mim do que a minha própria mãe, e esse alguém é você. É... é pra você que eu conto tudo da minha vida, tudo mesmo. Todos os dias é uma nova história, uma nova descoberta pra compartilhar com você.
Você sempre com esse seu jeitinho... Reservada, responsável e obediente... Totalmente o contrário de mim né? Mas não deixa de ser minha companheira numero 1. Eu queria que você me acompanhasse mais nos meus finais de semanas, mas como tia Lane não deixa... fazer o que! Haha
Mas vamos falar sobre o dia de HOJE. Hoje você tá comemorando seus 15 anos e eu nem acredito. Passou tão rápido... Você não sabe o quanto eu estou feliz por compartilhar esse momento com você e ver o quanto você tá feliz e realizada, por ver o meu baby desse tamanho hahaha
Então eu quero que você saiba, prima, que eu te desejo tudo de mais lindo que há nesse mundo. Desejo que você realize todos os seus sonhos e alcance seus objetivos. Desejo também todas aquelas outras coisas clichês que as pessoas costumam desejar... Saúde, amor, sucesso, prosperidade... Desejo toooooooooda a felicidade do mundo inteiro e que você aproveite bastante o dia de hoje.
NÃO ESQUEÇA NUNCA QUE EU TE AMO MUITO, QUE ESTOU AQUI PRA O QUE VOCÊ PRECISAR PORQUE VOCÊ É A MELHOR PRIMA DO MUNDO!!!!!!!!!!!!!



Letícia Azevedo Cunha - Dezembro/2010 (não me lembro o dia ao certo)

Só podia ser obra minha, de Bruna, de Kamyla e de Ana né? Hahahaha

Uma balada muito louca
                        Eram férias de verão e eu Victória estava com minhas primas que não moram na cidade, elas estavam passando suas férias aqui. Em pleno final de semana não tínhamos nada a fazer, foi quando resolvemos que sairiamos à noite para um show com bandas de pagode e forró.
                        Seria um verdadeiro sucesso. As bandas mais famosas da região iriam agitar a festa. Já se passava das quatro horas da tarde, então resolvemos ir logo ao salão de beleza. Tínhamos que estar à altura da festa. Fizemos as unhas e o cabelo em um salão próximo à minha casa. Voltamos de lá às dezoite horas. A festa começaria às vinte e duas horas.
                        Fomos fazer um lanche para chegar na festa de barriga cheia, depois assistimos um pouco de televisão e fomos nos arrumar. Estavamos todas lindas, bem maquiadas, com cabelos bem lisos.
                        Quem iria nos buscar para nos levar a festa era um garoto que eu ficava, que se chamava Carlão. Tinham sete mulheres lá em casa, incluindo eu. O que não seria problema para caber tanta gente no carro, pois o Carlão tinha uma Kombi.
                        Ás nove horas e quarenta minutos, Carlão chegou para nos pegar e fomos para a festa. Minhas primas estavam ansiosas pois eu havia dito que só iria dar gatos na festa. Mas quando chegamos na festa, levamos um grande susto logo na entrada. Havia um grupo de homens horríveis vestidos de preto, parecendo metaleiros. Eu e minhas primas ficamos horrorizadas, tanta produção pra nada.
                        Um pouco mais calmas resolvemos entrar, afinal o susto foi na entrada, poderia ser que dentro encontraríamos pessoas mais apresentáveis. Quando entramos o susto foi maior ainda, além de homens feios e metaleiros existiam grupos de mulheres vestidas de vermelho e preto, com maquiagens carregadas de cores escuras, parecendo vampiras. Não entendíamos nada, porque não tinha nada haver aquele tipo de pessoas naquela balada.
                        Havia uma diversidade de pessoas, eram pessoas muito diferentes das que costumávamos ter relacionamento no dia-a-dia. E apesar de estarmos nos divertindo entre família, foi decepcionante pois nos arrumamos tanto para nada.
                        Antes da última banda tocar resolvemos ir embora, estávamos muito cansadas. Voltamos para casa comentando sobre a festa, nos divertimos com os comentários, demos muitas risadas. Tínhamos certeza que essa festa iria ficar pra sempre na nossa memória. Afinal de contas... foi uma balada muito louca.



Ana Catarine, Bruna Cunha, Kamyla Oliveira e Letícia Cunha - 22/02/2011

Saudade... (História feita para apresentar em sala de aula)


O ano de 2009 para mim foi um ano de mudanças, de acontecimentos marcantes, os quais eu sei que irei levar para o resto da minha vida. Nesse ano eu entrei aqui no Colégio Santo Antônio e em julho perdi um grande amigo. Creio que não só eu perdi como o resto da minha turma.
Bom, logo de cara eu fiz amizade com todos os meus colegas de classe. A turma era grande, aproximadamente 40 alunos, era uma única turma, a 8ª única. Sempre existem aqueles colegas que se destacam por serem muito legais, ou divertidos, ou birrentos ou pirracentos. E foi aí que conheci um colega birrento e pirracento... Nossa, bota birrento nisso. Esse colega era Tony. Um menino de 15 anos, moreno claro, bom, inteligente, aparentemente cheio de saúde, alegre e torcedor do vasco... Mas tinha um probleminha, ele pegava no meu pé, me pirraçava, me colocava mil apelidos. Era briga quase todo dia. Mas era engraçado porque ao mesmo tempo que nós estávamos brigando, já estávamos numa boa. E por mais que nos estranhássemos, todo dia nós sentávamos perto um do outro. Isso aconteceu durante o primeiro semestre de 2009.
Ía chegando o período do São João e a turma estava se reunindo pra fazer uma camisa pra 8ª série. Só que como eram muitas pessoas e uma diversidade de personalidades, era muito difícil entrar em um acordo para escolher o tema que ia constar na camisa. E na última reunião que houve antes das férias de junho eu discuti com Tony e ficamos sem nos falar.
Quinze dias depois as aulas voltaram normalmente, mas no primeiro dia de aula após o recesso eu e toda a turma recebemos uma notícia muito triste, que Tony estava internado e em coma. Naquele momento nós não tínhamos nada a fazer, só nos restava ter fé e esperança. Nós não nos concentrávamos mais nas aulas, não tínhamos mais alegria, a todo momento recebíamos notícias sobre ele, hora estava melhorando outra hora estava piorando. Foi aí que depois de 5 dias recebemos a notícia que nosso querido amigo havia falecido com aneurisma cerebral. Infelizmente Deus havia levado aquele menino que alegrava nossas aulas, ainda no início da sua jornada aqui na Terra.
Apesar de ter sido muito difícil, a maior parte da nossa turma esteve presente no velório e no enterro do nosso amigo. Fizemos uma homenagem a ele, colocando a bandeira do seu time Vasco da Gama em cima do seu caixão. Nós não acreditávamos no que havia acontecido, foi tudo muito rápido. Todos nós sentíamos uma tristeza muito grande, mas eu além da tristeza sentia uma certa culpa por termos brigado e principalmente por não ter tido tempo para me desculpar. Porque apesar de todas as nossas brigas, em toda a sala ele era a pessoa que mais me arrancava sorrisos durante a manhã.
Tudo aquilo mexeu muito com a 8ª série, tivemos que trocar de sala duas vezes até o término do ano pra tentarmos esquecer o acontecimento. Durante o pouco tempo que continuamos na antiga sala, ninguém sentava na cadeira onde ele costumava sentar. A sensação era que a qualquer momento ele iria voltar, mas infelizmente isso não poderia acontecer.
A camisa da 8ª série já não tinha como tema principal aquela etapa da nossa vida que era a conclusão do ensino fundamental, mas tinha uma linda homenagem a Tony. Todos os colegas e professores usavam a camisa e sentiam sua falta. Ou melhor, todos nós sentimos a sua falta até hoje.
Com tudo isso a turma se tornou mais unida, nos respeitávamos mais, nos gostávamos mais, éramos mais amigos... E eu aprendi que não devemos deixar pra amanhã o que podemos fazer hoje. Às vezes eu penso como eu e Tony poderíamos ter uma relação totalmente diferente, porque no fundo mesmo nós nos gostávamos. Mas eu tenho certeza que onde ele estiver, ele sabe o quanto eu sinto por tudo que aconteceu, como eu queria pedir desculpas, mas já era tarde demais e sabe também que eu nunca irei me esquecer dele. Pois por mais triste que tenha sido a sua morte, eu pude absorver algo bom e que levarei isso para o resto da minha vida.



Letícia Azevedo Cunha - 08/02/2011

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Parte de mim...


Esses dias estive mais triste, agora até que eu estou melhor um pouco... Mas queria escrever aqui, meio que um desabafo por conta de tudo que vem acontecendo...
Apesar de ultimamente eu e Meu Mô estarmos vivendo nos desentendendo várias vezes, eu a cada dia que passa me certifico de que amo ele e que o meu amor só faz aumentar. O que me deixa mais feliz e realizada é saber que eu não amo sozinha e nem construo os meus sonhos sozinha. Nós não temos nenhum compromisso sério em vista as outras pessoas, mas nós nos amamos e somos unidos, o que pra mim já tem grande valor. E pra falar a verdade eu não tenho muito o que me queixar. Nosso relacionamento tem como base o amor que sentimos um pelo outro, o carinho, o respeito, a cumplicidade, a lealdade, a sinceridade...
Eu sei que a distância e a saudade as vezes se mostram como nossas "inimigas" e por isso nosso relacionamento pode parecer frágil, mas pra quem já suportou tanta coisa durante tanto tempo eu digo que nosso relacionamento é forte e resistente. Ou melhor, que nosso amor é verdadeiro.
Quantas vezes eu paro pra imaginar que poderia ser tudo diferente, que os dois poderiam morar pertinho um do outro, e assim a gente poderia se amar todo dia, nos abraçar, nos sentir... Mas se fosse assim será que estaríamos até hoje juntos? Será que descobriríamos a intensidade do nosso amor? Não sei. Mas de uma coisa eu tenho certeza, eu nunca na minha vida imaginei que fosse me apaixonar e passar a amar Meu Mô.


E apesar de todos os complicadores é tão gostoso viver isso tudo. É o desejo de querer perto, de querer bem, é a saudade, a esperança, a ansiedade, o friozinho na barriga com medo de que alguma coisa dê errado, é o ciúme mesmo confiando, é o carinho, é a preocupação em saber como o outro está, são os planos pro próximo São João(onde tudo começou, hahaha) ou quem sabe pro próximo feriado, é a vontade de realizar todos os nossos planos. É acreditar que ainda vamos morar juntinhos, pra dormir todo dia abraçadinhos, pra gente casar, pra cuidar dos nossos filhos(do time de futebol, haha), pra envelhecer um ao lado do outro e continuar dizendo te amo todos os dias da minha vida até a minha morte... 
De tanto as pessoas dizerem que amor de adolescência não vinga, eu acabo pensando que isso tudo pode ser loucura da minha cabeça, sonho de menina que está amando pela primeira vez... Mas ao mesmo tempo tenho certeza que não e espero está certa.


Eu sei que ao longo dos anos ainda vão acontecer muitos conflitos e nós dois precisamos saber lidar com isso, pra que isso não abale nosso relacionamento, mas eu não vou negar que tenho medo de que meus planos não dêem certo. E por haver esse medo é que faço de tudo pra que nossa relação seja em uma paz, sem brigas... Eu sei também que quero isso mas que por muitas vezes eu acabo brigando por besteira, como ultimamente... É certo que eu tenho e não tenho razão. Eu reconheço todos os meus erros, mas eu reconheço também que não tenho porque está criando situações, nem estar vivendo isso a tôa... Eu queria muito que Meu Mô me entendesse, que abrisse os olhos dele e que enxergasse tudo que vem acontecendo. Eu queria que ele entendesse que não é só ciúme da minha parte, que eu não me importo pelo fato dele ter amizades, que eu não quero brigar por qualquer motivo, que eu não fico criando motivos. Mesmo ele me dizendo que não está do lado de ninguém, querendo ou não quando ele me fala que eu estou vendo coisas que não existem, ele fica contra mim, ele vai contra ao que digo... 
Eu falo isso com lágrimas nos olhos, porque não sei se devo questionar a Deus o porque disso tudo está acontecendo ou se devo aceitar. Eu não entendo o fato disso tudo estar acontecendo logo quando eu e ele estávamos tão bem, ainda estamos, claro. Mas essa situação de brigar o tempo todo acaba nos machucando muito...
As vezes eu até tenho vontade de ser aquele tipo de mulher fria, que não é ciumenta, não é insegura e não liga  pra nada, aquele tipo de mulher orgulhosa.... primeiro Eu, segundo Eu, terceiro Eu! Mas se for parar pra analisar eu era assim e quem plantou a sementinha da mudança em mim foi ele, era ele quem me dizia pra mudar, pra ser mais aberta em relação aos meus sentimentos, pra demonstrar, pra lutar pelo homem que ama... E eu mudei. Pelo menos pra ELE, mas eu mudei e mudei por amor.
Então fica meio contraditório querer que eu não me importe com tudo isso que anda acontecendo, querer que eu feche os olhos, que eu passe por cima e que eu apenas acredite no amor que sentimentos um pelo outro e tenha confiança. Eu tenho confiança! Eu acredito no amor! Mas eu também quero compreensão e respeito.
Eu peço a Deus pra que isso tudo passe logo, pra que não atinja nós dois, pra que nós continuemos juntos e unidos e que logo logo possamos nos ver, porque eu não suporto mais tanta saudade =/


Letícia Azevedo Cunha

sábado, 19 de fevereiro de 2011

As vezes me encaixo nesse texto quando brigo com Meu Mô...

Sinto falta de receber sms de bom dia, sinto falta de ligações inesperadas, sinto falta de apelidos bobos, sinto falta de mordidas de amor, falta de abraços infinitos, sinto falta de ouvir eu te amo, sinto falta de uma pessoa dizer que sou só dela, sinto falta de sentir um coração batendo forte quando estou por perto, sinto falta de um sorriso só pra mim, sinto falta de receber sms de boa noite.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

...


Então te amo de novo, infinitamente, quase sem ar. E depois isso passa. Depois te esqueço. Como já esqueci tantas vezes. Então te amo de novo, infinitamente, quase sem ar. E depois isso passa. Depois te esqueço. Como já esqueci tantas vezes. Então te amo de novo, infinitamente, quase sem ar. E depois isso passa. Depois te esqueço. Como já esqueci tantas vezes. Então te amo de novo, infinitamente, quase sem ar. E depois isso passa. Depois te esqueço. Como já esqueci tantas vezes.

Ou seja, eu nunca deixo de te amar...

... E, quando precisa se sentir especial e amado, é pra mim que você liga.

"Porque, quando você está com medo da vida, é na minha mania de rir de tudo que você encontra forças. E, quando você está rindo de tudo, é na minha neurose que encontra um pouco de chão. E, quando precisa se sentir especial e amado, é pra mim que você liga."



Me traz você, por favor.

"Me traz você, por favor. E leva embora todas essas coisas chatas que só servem para ocupar minhas horas enquanto você não chega."

(Revellion 2010/2011 foto provisória)

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

... Cansei de quem gosta como se gostar fosse mais uma ferramenta de marketing. Gostar aos poucos, gostar analisando, gostar duas vezes por semana, gostar até as duas e dezoito. Cansei de gente que gosta como pensa que é certo gostar. Gostar é essa besta desenfreada mesmo. E não tem pensar. E arrepia o corpo inteiro, mas você não sabe se é defesa para recuar ou atacar. Eu eu gosto de você porque gostar não faz sentido.


Não sei ser feliz com os finais que chegam. Mas sempre dou um jeito de me divertir quando sou eu que, apesar de tudo, chego até o fim.

O que o coração não vê a cabeça imagina.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

"Como menina-teimosa que sou, ainda insisto em desentortar os caminhos. Em construir castelos sem pensar nos ventos. Em buscar verdades enquanto elas tentam fugir de mim. A manter meu buquê de sorrisos no rosto, sem perder a vontade de antes. Porque aprendi, que a vida, apesar de bruta, é meio mágica. Dá sempre pra tirar um coelho da cartola. E lá vou eu, nas minhas tentativas, às vezes meio cegas, às vezes meio burras, tentar acertar os passos. Sem me preocupar se a próxima etapa será o tombo ou o voo. Eu sei que vou. Insisto na caminhada. O que não dá é pra ficar parado. Se amanhã o que eu sonhei não for bem aquilo, eu tiro um arco-íris da cartola. E refaço. Colo. Pinto e bordo. Porque a força de dentro é maior. Maior que todo mal que existe no mundo. Maior que todos os ventos contrários. É maior porque é do bem. E nisso, sim, acredito até o fim. O destino da felicidade, me foi traçado no berço."

- Caio F. Abreu -

sábado, 5 de fevereiro de 2011

OLHOS ABERTOS

Eu queria poder evitar suas lágrimas... E descobrir as verdades... Que você não vê Mesmo de olhos abertos. Se eu pudesse impedir a tristeza E revelar as respostas Que estão em você Desfrutaria do seu sorriso Mais uma vez. Eu queria plantar, Esperança no seu caminho Até que você se reconheça E reafirme a nobreza Que há na certeza Escondida na parte Mais bonita da dúvida Eu queria te proteger Das dores que virão E fugir com seu coração Pra cuidar e remover As angustias transformando-as Em pureza... como antes Para que mais tarde Você 
mais forte Com o sangue limpo Ande pelas veias Mais felizes da sua alma!!!
SAULO FERNANDES

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011


Você diz que ama a chuva mas você abre seu guarda-chuva quando chove. Você diz que ama o sol, mas você procura um ponto de sombra quando o sol brilha. Você diz que ama o vento, mas você fecha as janelas quando o vento sopra. É por isso que eu tenho medo. Você também diz que me ama.
(William Shakespeare)

continuo vivendo e aprendendo

... Eu sou feita de sonhos interrompidos, detalhes despercebidos, amores mal resolvidos.
Sou feita de choros sem ter razão, pessoas no coração, atos por impulsão.
Sinto falta de lugares que não conheci, experiências que não vivi, momentos que já esqueci.
Eu sou Amor e Carinho constante, distraída até o bastante, não paro por instante.
Já tive noites mal dormidas, perdi pessoas muito queridas, cumpri coisas não-prometidas.
Muitas vezes eu desisti sem mesmo tentar, pensei em fugir, para não enfrentar, sorri para não chorar.
Eu sinto pelas coisas que não mudei, amizades que não cultivei, aqueles que eu julguei, coisas que eu falei.
Tenho saudade de pessoas que fui conhecendo, lembranças que fui esquecendo, amigos que acabei perdendo,
Mas continuo vivendo e aprendendo ...